Paracleto.net     Internet
   


Menu


Artigos Espíritas

Áudios em MP3

Textos em PDF

Novidades

Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Quarta-feira, 22 de Maio de 2019 - Bom dia! - 10:53


Indulgência - 16/04/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem



A ideia principal da indulgência é a de jamais permitir a nossa crítica aos maus atos do próximo, como também evitar que sejam feitas observações chocantes ou até mesmo censuras desnecessárias à cerca de atitudes equivocadas, onde caso seja imprescindível falar que a conversa contenha apenas conselhos, entretanto sem querer “dar lição de moral”, pois sendo indulgentes estaremos fazendo com o próximo o que esperamos que o Criador faça conosco, por exemplo, na oração do “Pai Nosso” quando dizemos: “perdoai as nossas dívidas, como nós perdoamos os nossos devedores”.

Há uma expressão popular que diz que a verdade dói, mas tem que ser dita, porém nem todos estão preparados para ouvir as críticas, mesmo que sejam com o intuito de promover a correção, ou seja, a chamada crítica construtiva.

Esperar a hora certa para abordar assuntos delicados nada mais é do que ser indulgente e dessa forma praticar também a caridade.

As palavras têm a capacidade de emocionar, mas somente os exemplos é que vão arrastar, isto é, a forma como nos comportamos perante certas atitudes equivocadas é que produzirá melhores condições para opinar, especialmente quando estivermos dispostos a praticar a empatia, ou seja, agir com tendência para sentir o que sentiria caso estivesse na situação e circunstâncias experimentadas por outra pessoa.

A empatia leva à indulgência e agindo assim, ou seja, dando ênfase à brandura e à serenidade estaremos criando melhores condições para criticar na hora certa e essencialmente com o “tamanho da verdade” que o próximo esteja preparado para receber, como também utilizando as palavras adequadas, pois estaremos promovendo a harmonia em nosso ambiente familiar, no trabalho ou nos círculos sociais.

A falta de empatia gera uma das características mais perversas da humanidade que é a maledicência, a qual é resultado de um sintoma de inferioridade espiritual e sinaliza a presença, no coração daqueles que a praticam, de sentimentos opostos ao amor e à misericórdia.

Em conjunto com a crítica intensa e impiedosa, a maledicência pode destruir um ser humano, ao colocá-lo, perante a opinião pública, em situações muitas vezes ofensivas à sua reputação ou até mesmo insustentáveis.

Há irmãos que passam a vida a observar de forma criteriosa os defeitos alheios e a divulgá-los de modo irresponsável. Por vezes, sentem mesmo prazer em fazê-lo. É o caminho que encontram para satisfazer o inconfessável desejo de rebaixar o próximo ao nível em que se situam. As consequências concretas sobre a pessoa atingida podem depender dos processos empregados, que variam desde o mexerico, o “disse me disse”, até o uso dos meios de comunicação de massa.

Segundo o conceito popular as pessoas fazem “fofoca” por puro prazer ou ainda porque gostariam de adotar as mesmas atitudes equivocadas, entretanto não as fazem por receio social, moral ou religioso.

É importante ressaltar que, mesmo sendo verídico o que se divulga, a única justificativa para fazê-lo seria a sincera intenção de contribuir para o bem social.

Jesus de Nazaré, o Cristo de Deus plantou a semente que viria revolucionar a ética comportamental e as relações humanas.

A sua mensagem de amor ao próximo, de cunho universalista, que compreende a misericórdia e a caridade, estava destinada a substituir os rígidos preceitos morais que vigoravam nas sociedades da época, calcados numa justiça rígida, na profunda desigualdade entre os homens e na impiedosa escravização dos povos.

A passagem bíblica que sintetiza a indulgência de melhor forma é exemplificada quando vieram os escribas e fariseus e levaram à presença de Jesus uma mulher apanhada em adultério e queriam apedrejá-la, pois assim era feito desde a época de Moisés, entretanto o Mestre falou: “Aquele dentre vós que está sem pecado seja o primeiro que lhe atire uma pedra.” (Novo Testamento - João, 8:7.).

Edu Medeiros - Um Amigo do Bem, 16/04/2011.




Compartilhe esta página com seus amigos nas Redes Sociais

Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo
Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo




Indulgência - 16/04/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem





Endereço desta página na Internet:

https://www.paracleto.net/artigos/2011.04.16

(Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos = Control (Ctrl) mais a tecla D)


Nome e versão do Navegador Internet: Desconhecido (other) 0


"A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação!" - Emmanuel

"Divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance, é tarefa prioritária!" - Bezerra de Menezes

"Divulgar, em cada programa de rádio e televisão, ou programas outros de expansão doutrinária, conceitos e páginas das obras do Espiritismo. A base é indispensável para qualquer edificação!" - André Luiz


USE - União das Sociedades Espíritas


Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

FEB - Federação Espírita Brasileira



Obras básicas (Pentateuco do Espiritismo)


O Livro dos Espíritos - Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec. O Livro dos Médiuns - Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Em continuação de "O Livro dos Espíritos" por Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo - Com a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida por Allan Kardec. Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade. Fé raciocinada é o caminho para se entender e vivenciar o Cristo. O Céu e o Inferno - Exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à vida espiritual, sobre as penalidades e recompensas futuras, sobre os anjos e demônios, sobre as penas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante e depois da morte por Allan Kardec. "Por mim mesmo juro - disse o Senhor Deus - que não quero a morte do ímpio, senão que ele se converta, que deixe o mau caminho e que viva". (EZEQUIEL, 33:11). A Gênese - Os milagres e a predições segundo o Espiritismo por Allan Kardec. Na Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis da Natureza. Deus prova a sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.


www.paracleto.net
Copyright © 2009-2019
[Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo]



Sites parceiros

FEB - Federação Espírita Brasileira



Edu Medeiros - Um Amigo do Bem - Copyright © 2000-2019
Edu Medeiros - Um Amigo do Bem
Palestrante Motivacional e Expositor Espírita
Copyright © 2000-2019


(Acompanhe também no Facebook)









Página Inicial Voltar Topo da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Indulgência - 16/04/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem