Paracleto.net     Internet
   


Menu


Artigos Espíritas

Áudios em MP3

Textos em PDF

Novidades

Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Quarta-feira, 20 de Março de 2019 - Bom dia! - 4:50


Compaixão - 24/09/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem



Muita gente, talvez a maioria das pessoas, confunde compaixão com pena ou dó. Porém, como diz a sabedoria popular: “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”. Afinal todos falam em compaixão, mas poucos sabem o que exatamente significa esse sentimento ou essa virtude. Sim, porque compadecer-se é um sentimento, mas também é uma grande virtude que deve ser a princípio compreendida, e em seguida exercitada por todos nós, porém aprendendo a separar uma coisa da outra, como já citado, grande parte das pessoas confunde pena ou dó com compaixão, havendo, portanto a necessidade de separar esses sentimentos, pois que fique esclarecido que não há um único inocente encarnado no planeta passando por situações que não deveria passar, como também não há ninguém que esteja recebendo júbilo sem o devido merecimento.

Quando se diz que se está sentindo dó ou pena de alguém passa a ideia de que é superior ou que aquele que sofre está em uma situação que na verdade foi um castigo divino, onde essa é uma forma de pensamento equivocada, pois o Criador não castiga ninguém, porém permite que cada um colha o que plantou, principalmente em vidas passadas, onde a reencarnação é um fator preponderante para uma melhor aceitação dos regastes necessários para a evolução espiritual de cada um de nós.

Já quando se exerce (sente) a compaixão está na verdade aplicando o entendimento dos desígnios divinos e colocando todos no mesmo patamar ou nível, onde ninguém é mais do que ninguém, passando a existir aquele sentimento de tolerar, suportar e entender as situações, digamos complicadas, ressaltando que essas situações são transitórias e refazedoras, pois “depois da tempestade sempre vem a bonança”.

Por outro lado, a compaixão se distingue claramente do amor e da generosidade, porque compadecer-se é sofrer junto de alguém, e dificilmente compartilha-se o sofrimento, até porque ninguém gosta de sofrer, exceto os masoquistas que se sentem felizes ao sofrerem castigos físicos, mas isso é outra coisa. Por esse motivo, poucos conseguem desenvolver com mais afinco essa virtude, e, pior que isso, poucos têm a vontade de desenvolvê-la em sua plenitude.

Quando nos compadecemos na dor de outro, quando somos compassivos com o outro, algo de inusitado acontece com aquele que pratica tal ato benéfico.

Por mais difícil que seja devemos entender que a dor de nosso semelhante é como a nossa dor, seu sofrimento é nosso sofrimento, e essa forma de viver e aceitar leva à misericórdia e consequentemente à elevação espiritual, produzindo uma melhoria na qualidade de vida de todos, pois a compaixão conduz à resignação que por sua vez faz com que aceitemos com mais esclarecimento as dificuldades humanas.

A compaixão exige de nós uma atitude, uma ação. Exige que nos coloquemos na situação apresentada, e que nos mostre uma ou várias possibilidades, inclusive a de sermos compadecidos com nós mesmos. Exige que estejamos presentes, que sejamos atuantes, que nos posicionemos. Ou seja, não dá para ficar em cima do muro, enquanto a situação se complica.

A compaixão é contrária da maldade e do egoísmo, portanto quem cultiva algum desses sentimentos inferiores impede o seu desenvolvimento espiritual, filosófico e humano.

A compaixão nos eleva e promove o desenvolvimento de qualidades humanas inigualáveis, onde se atinge o mais alto do verdadeiro sentido do que é ser humano.

A compaixão é isenta de preconceitos, de julgamentos, é absolutamente universal, a mais universal de todas as virtudes.

Para se exercitar a compaixão é preciso estar disposto e abrir a mente, afinal de contas uma mente que se abre jamais volta a ser do mesmo tamanho. Essa abertura é fundamental. Sem ela, nenhuma ação efetiva é possível, ou melhor, essa ação até pode ocorrer no âmbito externo, mas jamais atingirá o ser interior, sendo esse o fator mais importante.

"Ama e faz o que queres, compadece-te e faz o que deves!" Ou ainda: “Vosso sofrimento é o meu sofrimento, vossa felicidade é a minha felicidade!" - Buda

Edu Medeiros - Um Amigo do Bem, 24/09/2011.




Compartilhe esta página com seus amigos nas Redes Sociais

Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo
Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo




Compaixão - 24/09/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem





Endereço desta página na Internet:

https://www.paracleto.net/artigos/2011.09.24

(Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos = Control (Ctrl) mais a tecla D)


Nome e versão do Navegador Internet: Desconhecido (other) 0


"A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação!" - Emmanuel

"Divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance, é tarefa prioritária!" - Bezerra de Menezes

"Divulgar, em cada programa de rádio e televisão, ou programas outros de expansão doutrinária, conceitos e páginas das obras do Espiritismo. A base é indispensável para qualquer edificação!" - André Luiz


USE - União das Sociedades Espíritas


Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

FEB - Federação Espírita Brasileira



Obras básicas (Pentateuco do Espiritismo)


O Livro dos Espíritos - Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec. O Livro dos Médiuns - Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Em continuação de "O Livro dos Espíritos" por Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo - Com a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida por Allan Kardec. Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade. Fé raciocinada é o caminho para se entender e vivenciar o Cristo. O Céu e o Inferno - Exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à vida espiritual, sobre as penalidades e recompensas futuras, sobre os anjos e demônios, sobre as penas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante e depois da morte por Allan Kardec. "Por mim mesmo juro - disse o Senhor Deus - que não quero a morte do ímpio, senão que ele se converta, que deixe o mau caminho e que viva". (EZEQUIEL, 33:11). A Gênese - Os milagres e a predições segundo o Espiritismo por Allan Kardec. Na Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis da Natureza. Deus prova a sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.


www.paracleto.net
Copyright © 2009-2019
[Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo]



Sites parceiros

FEB - Federação Espírita Brasileira



Edu Medeiros - Um Amigo do Bem - Copyright © 2000-2019
Edu Medeiros - Um Amigo do Bem
Palestrante Motivacional e Expositor Espírita
Copyright © 2000-2019


(Acompanhe também no Facebook)









Página Inicial Voltar Topo da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Compaixão - 24/09/2011 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem