Paracleto.net     Internet
   


Menu


Artigos Espíritas

Áudios em MP3

Textos em PDF

Novidades

Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Sábado, 19 de Janeiro de 2019 - Bom dia! - 10:52


Conhecimento e Responsabilidade - 23/06/2012 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem



É sabido pela grande maioria de forma tácita que quando se comete um crime a pena será sempre maior para aquele que detinha um nível de instrução elevado em relação ao outro e assim por diante. Não é à toa que quem possui nível superior tem o direito de permanecer em uma cela exclusiva, pois o seu conhecimento é maior e portanto, sua responsabilidade também e de forma natural são concedidos mais direitos àqueles cujas responsabilidades são maiores.

Talvez uma das saídas mais fáceis para aqueles que estejam sendo acusados de determinadas situações ou agravos seja dizer que não sabia o mal que aquela atitude iria provocar em alguém, inclusive com a possibilidade de ferir alguma norma ou regra, seja ela moral, ética, cultural ou social. Diante disso, não por acaso, todos nós costumamos dizer: “dá um desconto, pois a pessoa em questão não estava ciente disso ou daquilo”.

É bem verdade que costumamos agir com certa indulgência diante de situações como essas, mas o agravo ou erro, de certo modo continua, e inexoravelmente vai querer colher a sua contraparte, ou seja, de algum modo o erro terá que ser reparado.

Quantas pessoas nós conhecemos que acabam não tendo nenhuma ou bem pouca responsabilidade e nada fazem para mudar esse quadro?

Saber ou querer conhecer algo é uma das características naturais do ser humano.

Até quando alguns vão continuar “sem querer” conhecer algo que vá mudar as suas vidas para melhor?

É sabido também que é muito cômodo continuar sem “saber das coisas”, pois assim não se cria mais responsabilidades, entretanto passa a existir a possibilidade de marasmo intelectual ou filosófico, por isso a necessidade de se instruir e divulgar o que aprende.

Se analisarmos de modo filosófico veremos que a relação conhecimento/responsabilidade gera a própria condição de liberdade, pois é mais livre aquele que sabe das coisas.

Por falar em liberdade é necessário mencionar que aquele que ignora não pode ser livre ou se considerar livre, mesmo que acredite ser, pois esse indivíduo é eternamente um escravo de influências e acaba se tornando muitas vezes vítima das circunstancias.

De regra geral saber das coisas ainda conduz a pessoa ampliar a sua capacidade de absorver informações, as quais têm a capacidade de gerar o poder. Portanto, distribuir informação é distribuir poder.

A escritora Cora Coralina de forma maravilhosa disse: “Feliz aquele que ensina o que sabe e aprende o que ensina.

Fica o convite para que assumam as suas responsabilidades por causa dos seus conhecimentos inatos a cada um e de acordo com o tempo próprio do discernimento.

Levem o conhecimento a todos, mesmo que isso traga níveis de responsabilidade e informe que novas funções poderão surgir, mas diga a essas pessoas que se elas continuarem fazendo o que sempre fizeram vão continuar sendo o que sempre foram, afinal de contas as responsabilidades devem ser vistas como possibilidades de angariar algum tipo de crescimento, o qual vem naturalmente com a evolução do conhecimento.

Sejam os novos Paulos de Tarso e divulguem a Boa Nova (Evangelho) indistintamente a todos e dessa forma distribuam mais conhecimento.

Espíritas! amai-vos, este o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo. No Cristianismo encontram-se todas as verdades; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. Eis que do além-túmulo, que julgáveis o nada, vozes vos clamam: “Irmãos! nada perece. Jesus-Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade.” – O Espírito de Verdade. (Paris, 1860.) – Livro o Evangelho segundo o Espiritismo – Capítulo VI - O Cristo Consolador - Advento do Espírito de Verdade – Item 5.

Edu Medeiros - Um Amigo do Bem, 23/06/2012.

.




Compartilhe esta página com seus amigos nas Redes Sociais

Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo
Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo




Conhecimento e Responsabilidade - 23/06/2012 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem





Endereço desta página na Internet:

https://www.paracleto.net/artigos/2012.06.23

(Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos = Control (Ctrl) mais a tecla D)


Nome e versão do Navegador Internet: Desconhecido (other) 0


"A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação!" - Emmanuel

"Divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance, é tarefa prioritária!" - Bezerra de Menezes

"Divulgar, em cada programa de rádio e televisão, ou programas outros de expansão doutrinária, conceitos e páginas das obras do Espiritismo. A base é indispensável para qualquer edificação!" - André Luiz


USE - União das Sociedades Espíritas


Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

FEB - Federação Espírita Brasileira



Obras básicas (Pentateuco do Espiritismo)


O Livro dos Espíritos - Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec. O Livro dos Médiuns - Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Em continuação de "O Livro dos Espíritos" por Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo - Com a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida por Allan Kardec. Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade. Fé raciocinada é o caminho para se entender e vivenciar o Cristo. O Céu e o Inferno - Exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à vida espiritual, sobre as penalidades e recompensas futuras, sobre os anjos e demônios, sobre as penas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante e depois da morte por Allan Kardec. "Por mim mesmo juro - disse o Senhor Deus - que não quero a morte do ímpio, senão que ele se converta, que deixe o mau caminho e que viva". (EZEQUIEL, 33:11). A Gênese - Os milagres e a predições segundo o Espiritismo por Allan Kardec. Na Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis da Natureza. Deus prova a sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.


www.paracleto.net
Copyright © 2009-2019
[Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo]



Sites parceiros

FEB - Federação Espírita Brasileira



Edu Medeiros - Um Amigo do Bem - Copyright © 2000-2019
Edu Medeiros - Um Amigo do Bem
Palestrante Motivacional e Expositor Espírita
Copyright © 2000-2019


(Acompanhe também no Facebook)









Página Inicial Voltar Topo da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Conhecimento e Responsabilidade - 23/06/2012 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem