Paracleto.net     Internet
   


Menu


Artigos Espíritas

Áudios em MP3

Textos em PDF

Novidades

Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019 - Boa tarde! - 13:59


Tolerar é preciso - 06/08/2016 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem



Tolerar se entende como a capacidade de suportar com indulgência; aceitar, ou ainda consentir, permitir tacitamente (sem necessidade de explicações extras); não impedir.

Mais importante do que ser tolerado é ser tolerante.

Quando os educadores, os pais, na teoria e na prática, exemplificarem este tópico aos mais novos, as mentalidades melhorarão.

A ausência da tolerância quase sempre dá lugar à agressividade.

Tolerar é uma excelente forma de respeitar o próximo, seja por causa da escolha da religiosidade, da escolha filosófica, da escolha da sexualidade, e inclusive se o outro for oriundo de uma cidade ou região diferente da nossa, pois a intolerância neste caso chama-se bairrismo, isto é, a quando a pessoa é bairrista, ou seja, uma pessoa que defende com vigor sua terra natal, tratando por vezes com desdém os outros lugares, e assim julga ou acha que o lugar onde a mesma nasceu é melhor por esse ou aquele motivo, e ainda sem se esquecer da xenofobia (medo do estrangeirismo), a qual impede que intercâmbios possam ser realizados de um modo amistoso.

Importante ressaltar que os brasileiros possuem uma característica curiosa: normalmente com estrangeiros a tolerância é maior, inclusive costumamos tentar pronunciar pelo menos uma palavra ou expressão lisonjeira (agradável), ou ainda nos esforçamos para falar o idioma do visitante, isso pelo menos na maior parte das vezes em que brasileiros têm contato com estrangeiros.

Entretanto, essa mesma tolerância não ocorre com os demais brasileiros de outros lugares, brasileiros de outras religiões ou filosofias, brasileiros de outras escolhas sexuais, enfim, brasileiros de outras “escolhas”, portanto, diferentes das nossas “escolhas”.

Curiosamente é que também costumamos ser menos tolerantes com aqueles que foram colocados em nosso caminho pelos Desígnios Divinos, principalmente aqueles que fazem parte da nossa família, e também aqueles que fazem parte do nosso círculo social ou ainda do ambiente de trabalho.

Que tal cada um refletir sobre até que ponto temos sido tolerantes com os demais?

Por que não passar a ter isso presente?

Uma forma de semear este propósito é afirmar para si mesmo: “dia após dia, eu sou mais tolerante!”

Claro que é muito fácil ser tolerante com quem não nos pisa os calos.

Contudo, o ato de tolerar deve ser visto como algo natural e não deve ser confundido com comodismo e desleixo, ou seja, tanto faz, e assim não fede e nem cheira, pois a todos deve ser dada a devida atenção e respeito.

O ato de tolerar também não deve ser caracterizado pela preguiça e inconsciência, cuja caraterística é quando a pessoa não quer se chatear, e assim não se envolve, porém ao agir assim pode ocorrer irresponsabilidade diante de situações que poderiam ser evitadas, ou ainda confundir a tolerância com ausência e omissão, ou seja, carência de participação por timidez ou receio de reações desfavoráveis que surgiriam se fosse dito o que se pensa, sobretudo quando há abertura para o fazer.

E por fim tolerar não pode ou não deve ser confundido com conluio e pactuação, ou seja, aguenta-se determinada situação para se conseguir algo.

Sabe-se que é difícil tolerar comportamentos mesquinhos, principalmente no ambiente de trabalho, porém devemos tolerar com paciência, pois depois da tempestade sempre vem a bonança.

Que tal tentar mudar o seu ambiente ao passar a ser tolerante, e assim mudar o mundo para melhor?

Edu Medeiros - Um Amigo do Bem, 06/08/2016.




Compartilhe esta página com seus amigos nas Redes Sociais

Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo
Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo




Tolerar é preciso - 06/08/2016 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem





Endereço desta página na Internet:

https://www.paracleto.net/artigos/2016.08.06

(Clique aqui para adicionar esta página aos seus favoritos = Control (Ctrl) mais a tecla D)


Nome e versão do Navegador Internet: Desconhecido (other) 0


"A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação!" - Emmanuel

"Divulgar o Espiritismo por todos os meios e modos dignos ao alcance, é tarefa prioritária!" - Bezerra de Menezes

"Divulgar, em cada programa de rádio e televisão, ou programas outros de expansão doutrinária, conceitos e páginas das obras do Espiritismo. A base é indispensável para qualquer edificação!" - André Luiz


USE - União das Sociedades Espíritas


Página Inicial Voltar Rodapé da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

FEB - Federação Espírita Brasileira



Obras básicas (Pentateuco do Espiritismo)


O Livro dos Espíritos - Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec. O Livro dos Médiuns - Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Em continuação de "O Livro dos Espíritos" por Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo - Com a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida por Allan Kardec. Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade. Fé raciocinada é o caminho para se entender e vivenciar o Cristo. O Céu e o Inferno - Exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à vida espiritual, sobre as penalidades e recompensas futuras, sobre os anjos e demônios, sobre as penas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante e depois da morte por Allan Kardec. "Por mim mesmo juro - disse o Senhor Deus - que não quero a morte do ímpio, senão que ele se converta, que deixe o mau caminho e que viva". (EZEQUIEL, 33:11). A Gênese - Os milagres e a predições segundo o Espiritismo por Allan Kardec. Na Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis da Natureza. Deus prova a sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.


www.paracleto.net
Copyright © 2009-2019
[Paracleto - O Consolador prometido por Jesus Cristo]



Sites parceiros

FEB - Federação Espírita Brasileira



Edu Medeiros - Um Amigo do Bem - Copyright © 2000-2019
Edu Medeiros - Um Amigo do Bem
Palestrante Motivacional e Expositor Espírita
Copyright © 2000-2019


(Acompanhe também no Facebook)









Página Inicial Voltar Topo da página Avançar Atualizar Facebook do Paracleto Twitter do Paracleto YouTube Contato Imprimir Áudios dos Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato MP3 Artigos publicados no Jornal JC Regional de Pirassununga/SP em formato PDF

Tolerar é preciso - 06/08/2016 - Edu Medeiros - Um Amigo do Bem